AC AL AM AP BA CE DF ES GO MA MG MS MT PA PB PE PI PR RJ RN RO RR RS SC SE SP TO
CorridasBR Calendário Resultados Associações Li e Gostei Livros Cadastro


Vem pra rua!
Susan Paul
Runner´s World
Link para a Matéria Original
Doze dicas de segurança para quem está começando a correr pela cidade
MUITOS CORREDORES hesitam em deixar a esteira ou mesmo começar a correr por causa de preocupações com a segurança. Eles têm sua razão: as ruas das grandes cidades brasileiras não são nenhum oásis de tranquilidade. Mas, com algumas precauções simples, é possível driblar os perigos e curtir o prazer de sair correndo por aí. A seguir, algumas dicas fáceis de serem colocadas em prática e que te deixarão tranquilo para curtir melhor suas primeiras corridas urbanas.

1. CORREDORES, UNI-VOS!

A primeira dica é procurar uma assessoria esportiva ou um grupo de corrida na área onde você mora, assim será mais fácil encontrar companheiros de esporte e um bom treinador de sua confiança. Um grupo de corrida não apenas te oferecerá segurança como também te ajudará a ter disciplina e responsabilidade com os treinos.

2. DESLIGUE O SOM

Deixe seu fone de ouvido e a música para a academia. Ao andar ou correr ao ar livre, é preciso ficar o tempo todo atento ao que acontece ao redor. Você precisa ouvir o que se passa e estar preparado para reagir rapidamente. Também é importante não parecer totalmente distraí- do enquanto corre na rua, para não se tornar um alvo fácil para ladrões.

3. ENCONTRE UM PARCEIRO

Se você não gosta de assessorias, encontre um parceiro com quem treinar. Certifique-se de que vocês tenham níveis de condicionamento parecidos. Se estiver correndo com um cachorro, leve em conta seu nível de condicionamento. Cães precisam entrar em forma aos poucos, como nós, e são mais suscetíveis à hipertermia.

4. FIQUE DE OLHO NO TRÂNSITO

Corra no sentido contrário ao do fluxo de carros para que possa vê-los vindo na sua direção. Isso permite que você reaja depressa, se necessário. Procure correr na calçada sempre que possível. Tenha muito cuidado nos cruzamentos, principalmente quando os carros forem virar na rua em que você está, pois talvez não consigam vê-lo.

5. IDENTIFIQUE-SE

Leve sempre consigo uma identificação, um contato de emergência e o telefone de um médico. No caso de um imprevisto, é fundamental ter essa identificação com você, caso não possa responder por si mesmo.

6. LEVE UM CELULAR

Não deixe o telefone em casa, assim você pode ser rastreado e ligar para o 190 em caso de emergências. Coloque o aparelho em um saco plástico e guarde-o em um cinto de corrida. Procure deixá-lo em um local de fácil acesso.

7. MUDE DE TRAJETO

Não faça o mesmo percurso na mesma hora e dia. Alterne rotas de treino, incluindo ladeiras desafiadoras. Isso te ajudará a se manter motivado, exigirá mais de seu corpo e evitará que seja visto por terceiros em horários previsíveis.

8. IGNORE, IGNORE!

Ignore qualquer provocação verbal, seja uma cantada grosseira ou um motorista mal-educado. Continue correndo e jamais responda. Caso sinta-se ameaçado, tenha seu celular à mão para ligar para o 190.

9. VEJA E SEJA VISTO

Quando planejar seus percursos de corrida na rua, procure regiões com bastante gente e que sejam frequentadas por outros corredores. Se estiver treinando no escuro, de manhã ou à noite, busque áreas bem iluminadas e vista roupas refletivas. Não corra em locais isolados.

10. NÃO CONTE COM A ATENÇÃO ALHEIA

Tenha sempre na cabeça que os motoristas não podem vê-lo. Lembre-se de que muitos motoristas andam distraídos – podem estar mandando mensagem de texto, conversando ou cuidando dos filhos no banco de trás. Por isso, esteja sempre preparado para parar ou sair do caminho mesmo se o sinal estiver verde para você.

11. COMPARTILHE SEU ROTEIRO

Mande uma mensagem de texto com seu percurso de corrida para um amigo antes de sair de casa, incluindo a hora em que pretende terminar o treino. Escreva para ele ao fim da corrida para dizer que está bem. Estabeleçam um plano com o que você quer que ele faça se não tiver notícias suas no horário combinado.

12. LEMBRE-SE DO PLANO B

Sempre há a esteira da academia à disposição, caso correr ao ar livre não seja viável. Embora algumas pessoas não considerem ideal treinar na esteira, esse pode ser um ótimo jeito de você começar na corrida até se sentir mais seguro para tentar suas primeiras passadas no asfalto. É melhor correr em um lugar fechado do que não correr!


Partilhar

Matérias sobre Variados
Correr é o melhor remédio
A atividade física combate a maioria das doenças crônicas que comprometem a saúde dos brasileiros
Todos nós somos
É uma bobagem definir se alguém é corredor pelo volume de treino
Vem pra rua!
Doze dicas de segurança para quem está começando a correr pela cidade
Correr faz bem para o cérebro
Segundo pesquisa desenvolvida com ratos, a corrida pode ser capaz de aumentar número de células cerebrais
Por que correr na terceira idade?
Redução do peso, ganho de massa muscular e controle da pressão são alguns dos benefícios da corrida na terceira idade
Como planejar o calendário de provas
Veja o que levar em consideração na hora de definir quais serão seus desafios do ano
A importância do Teste Ergoespirométrico
Neste artigo o autor fala de algo que poucos corredores se atentam e que deve ser realizado, juntamente com o exame de sangue: o Teste Ergoespirométrico.
Publicidade
Email: contato@corridasbr.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/pages/CorridasRS/1446556788985477
Twitter: https://twitter.com/Corridas RS